Pesquisa analisa perfil e práticas de ACE e ACS no Brasil

Pesquisa analisa perfil e práticas de ACE e ACS no Brasil

O Núcleo de Estudos em Saúde Pública (Nesp), em parceria com o Laboratório de Educação, Informação e Comunicação em Saúde (LabECoS) e a Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (Conacs), realizam o Estudo Multicêntrico sobre o Perfil dos Agentes de Combate às Endemias (ACE) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS). A investigação contará com métodos quanti e qualitativos e incluirá condições socioeconômicas, culturais e demográficas.

Conforme a coordenadora geral da pesquisa, professora doutora Fátima Sousa, a intenção é promover a valorização desses profissionais e desenvolver instrumentos de gestão da informação e conhecimento que auxiliem o aprimoramento das competências e práticas dos ACS e ACE, contribuindo para a melhoria dos processos de cuidar da saúde dos indivíduos, famílias e comunidades.

A pesquisa surgiu da necessidade de realizar um levantamento do perfil social, demográfico, econômico, cultural e profissional dos ACS e ACE do Brasil, bem como de caracterizar o escopo de atuação e das práticas desses profissionais nos diferentes contextos municipais. “Está dentre nossos objetivos analisar a efetividade das atividades desenvolvidas pelos ACS, apontando desafios e potencialidades contemporâneos, informados e baseados em conhecimentos técnico-científicos. Por isso é muito importante alcançar os ACS e ACE de todo o país”, explica Fátima.

Os agentes podem participar respondendo ao questionário on-line disponível no site do Conacs (conacs.org.br), ou na página do Nesp (nesp.unb.br). É possível ainda participar por meio de respostas a entrevistas individuais. Os resultados alcançados vão contribuir para a definição de diretrizes e fortalecimento das atribuições dos ACS e ACE junto à Atenção Primária à Saúde (APS), no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

28 comments

É uma categoria muito linda, tenho orgulho de fazer parte á mais de 25 anos. Precisa ser mas reconhecida. Obrigada

Me sinto feliz em contribuir de alguma forma para a pesquisa e que traga muitas melhorias pra nossa comunidade e pro nosso trabalho.

O nosso trabalho é muito desafiador pos lidamos com todos os tipos de pessoas porém muito gratificante pq nos torna cada dia mais humano.

Muitas vezes gostaria de ajudar muito mais minha comunidade mais trabalhamos dentro das limitações ,falta de profissionais por exemplo.

Precisamos de treinamentos para estarmos atualizados e poder passar informações corretas e precisa pra nossa comunidade.

As famílias precisam de nosso trabalho e depositam muita confiança no mesmo ,alguns assuntos só falam pra gente por exemplo.

Nós entramos em todos os lares eles confiam em abrir suas portas pra nós ao mesmo enfrentamos muitos medos por que lidamos com pessoas boas e más e temos que saber lidar com todos.

Não devemos ter preconceito porque todos têm direitos iguais e com saúde então devemos dar uma atenção maior aos que estão mais precisando nem que apenas de uma conversa pois ajuda muito.

Para nosso trabalho ter melhor resultado precisamos da equipe de saúde completa pq fazemos o primeiro contato indenticando o problema para orientamos onde deve ir .

Pois é: desde de 1991, que eu trabalho como agente comunitário de saúde.ou seja na implantação do programa na época. Esse trabalho é de suma importância, pois através do mesmo, que conseguirmos diminuir a desnutrição, a mortalidade infantil, o aumento do aleitamento materno pelo menos aos 6 mês, e outras orientação com bom objetivo que o ACS continuam fazendo.

O trabalho do acs é importante para a comunidade no desenvolvimento de projetos e melhorias para a saúde de todos

É é de grande importância essa pesquisa aonde procuramos buscar a unificação dos direitos dos agentes comunitários de saúde e agente de combate as Endemias respeitando sempre a cultura de cada um buscando um conhecimento ampliado para melhor servir a nossa comunidade

Eu sou agente comunitário de saúde aqui no meu município sou da turma de 1998 , fico muito feliz por o avanço que tivemos as oportunidades e a luta constante, não foi fácil e hoje ainda temos muitos desafios mas já tivemos um grande avanço

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.